quarta-feira, 3 de setembro de 2014

O Amor é para os fortes - Marcelo Cezar

Boa noite galera,

Depois de muito tempo trago uma resenha para vocês.
Essa resenha é de um livro espírita, O Amor é para os fortes de Marcelo Cezar. Digo desde já que foi uma boa leitura, um romance tranquilo, que nos mostra alumas verdades, que nos faz pensar em algumas atitudes, em nos dar valor em primeiro lugar!

Título: O Amor é para os Fortes
Autor: Marcelo Cezar, pelo espírito Marco Aurélio
Páginas: 338
Gênero: Romance Espírita
Editora: Vida e Consciência
Sinopse: O Amor é para os Fortes, nos ensina que não existe a relação perfeita, mas sim, a relação possível. Edgar é um jovem romântico, apaixonado por sua esposa Denise, que não o ama e está emocionalmente envolvida com Leandro, um bem sucedido executivo carioca, casado com Letícia, que só se relaciona com Denise em busca da intimidade que não existe mais em seu casamento. Por meio de uma história envolvente, passada nos tempos atuais, o romance retrata as ilusões afetivas na busca de uma relação perfeita, e mostra que é na relação possível que a alma vive as experiências mais sublimes, decifra os mistérios do coração e entende que o amor é destinado tão somente aos fortes de espírito. 
Ler esse livro foi uma experiência muito boa. No que se diz respeito ao amor achamos ás vezes estar fazendo do modo certo... Mas no fim não estamos. Porque não é possível nos anular por uma outra pessoa, isso é inexistente, isso não é amor. É uma carência talvez, que cada pessoa leva dentro de si, querendo completar-se em outra pessoas, quando na verdade temos que somar. Temos que crescer. Digo isso por experiência própria. E cada vez que eu me relaciono compreendo cada vez o que pode ser o amor verdadeiro entre um homem e uma mulher. 

Edgar amava muito a Denise, sua esposa, uma mulher que só queria o dinheiro, que vivia para isso. Iludida em seu relacionamento com Leandro, se submetendo a amante, ela acredita que destruindo a família dele o trará para ela definitivamente.

Leandro ama muito sua esposa Letícia, porém ele não entende porque não tem mais um relacionamento íntimo com a mesma, procurando saciar seus desejos com outra pessoa. Mas sempre em mente que nunca deixaria sua família. Eu acredito que isso não seja uma atitude certa, já que sempre pensa em manter seu relacionamento, a traição nunca é justificável!

Como descrito na sinopse, a Denise e o Edgar passam por ilusões afetivas, criando expectativas em outras pessoas, para satisfazer seu ego, sua falta de amor próprio, Edgar chega ao ponto de tentar o suicídio para trazer sua mulher de volta, após levar um dolorido fora sem escrúpulos ele se vê sozinho e abandonado.

Denise conta com a ajuda de um rapaz, que mal sabe falar, mas que tem uma vida boa, é cheio da grana, um bandido. Que faz tudo que ela pede, porém mal sabe ela o que está por trás de toda essa ajuda que ele presta. 

Edgar ao se curar desse "amor", julga que agora vivera vida é sair com todas as mulheres que ele encontra pela frente, se sentindo másculo, viril e potente, ele vira as noites sempre com uma companhia nova, até ser surpreendido e ter levado um golpe do destino, para mostrar a verdade a ela, abrindo seus olhos.

Com um que de espíritos em volta dos protagonistas e mais algumas obsessões espirituais, o a história segue um rumo surpreendente e justo.

O livro fala exatamente disso, dessas ilusões, dessas tramas que inventamos em nossa mente e em nosso coração. Acreditando que o próximo seja nossa liberdade, quando na verdade tudo está dentro de nós mesmos.

O livro é leitura fácil, e é bem dinâmico com situações que nos fazem querer ler até o final, posso dizer que é uma história bem comum, mas contada de uma forma tão aberta, tão fácil, que talvez seja até bom para um livro, não ter muitos rodeios, por ser justamente um livro espírita que nos traz ensinamentos para a vida. 

Um romance natural, que não seja espírita quero dizer, nos traz uma moral da história, mas os livros que tem esse teor voltado para espiritualidade, é mais do que natural ter uma moral da história, como um tapa em nosso rosto, nos mostrando a verdade e nos fazendo encarar a vida como ela é.

Eu não gosto muito de livros assim tão diretos, porém ao ler esse, como já li outros desse mesmo estilo, acabei chegando a conclusão que precisa ser dessa forma para que a mensagem nos chegue de forma clara e precisa sem nos fazer pensar demais, só tirando a lição simples assim, para que possa ser praticada de imediato, acho que para isso que pode servir os livros espíritas, e livros do mesmo gênero.

E é isso, eu gostei muito dessa leitura, espero que minha resenha tenha ficado boa já que faz um tempo que não pratico. Que gostou deixa um olá, pode deixar seu blog que eu dou uma passada por lá, quem não gostou diga olá e me deixe uma dica de melhora. :-) 

Beijinhoos



2 comentários:

  1. Oi Irina! ^^

    Não conhecia esse livro, e na verdade acho que nunca li nada do gênero.

    Concordo com a opinião sobre o amor. Acho que as pessoas confundem as coisas. Estar feliz com a felicidade do outro é amor, mas se anular não. Muita gente faz todas as vontades do outro para deixá-lo feliz, e não é feliz porque se anula. Esse é um sinal de que você está fazendo do jeito errado. Confuso, né?? rsrsrs...

    Não gosto muito de ler romances, mas é um livro que me pareceu interessante. Quanto a parte de ser espírita, o único contato que já tive com essas obras foi em filme e gostei bastante. Eles dão realmente lições de vida.

    Beijusss;
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/BlogMenteHipercriativa

    ResponderExcluir
  2. Sou Cristão Evangélico e por ter sido criado em outra religião com dogmas e doutrinas diferentes, sempre desacreditei em preceitos diferentes dos meus ( não quero ofender ninguém ) quanto se trata de questões espirituais...

    Mas isso não me impediu de ter uma mente aberta e por ser muito curioso, buscar sempre aprender e entender "mundos" diferentes nos meus, coisa além do meu horizonte racional.

    Nessas indas e vindas estava num ônibus e tinha uma moça lendo um livro, estava de pé perto dela e "inevitavelmente" dei uma "espiadinha" ( rs ) no que ela tava lendo, não me recordo o trecho em si, mas me lembro que li algo que me interessou bastante e como sou esquecido por natureza, discretamente anotei no celular o título do livro que era "O amor é para os fortes". Na época nem imaginava do que se tratava efetivamente este título, muito menos que era um romance espírita.

    Esqueci completamente de tudo isso, quando meses depois tive a oportunidade de ler essa obra, lembrei que tinha gostado de algo quando o vi com a "moça do ônibus" e começei a ler, nossa! Que livro maneiro! Não digo que agora acredito na doutrina espírita, mas realmente o livro me tocou, a história, os personagens, a narrativa e principalmente essa "rede de enlace" entre os personagens e suas ligações, aprendi que nada é por acaso e nisso já acreditava antes no cristianismo.

    Confesso que a história me emocionou, me tocou profundamente, em determinados trechos, me peguei lacrimejando e olha que tem anos que isso não acontece, odiei o jeito arrogante da Denise, gostei do jeito da Letícia e da Marina, o Ricardinho lembra meu filho, a consuelo é batalhadora como minha avó e como marido sei o que Leandro passou, conheci trastes como o inácio e também amigos leais como Patrícia e Adrianoe já fui romantico como o Edgar...enfim cada personagem me fez viver o passado.

    Eu adorava ler quando criança / adolescente, mas na vida adulta me afastei dos livros pela tv / internet, etc era obrigado a ler livros técnicos chatos no trabalho / escola o que me fez ter uma visão ruim dos livros, esqueci completamente da emoção que um livro pode trazer na alma, tanto quando ou maior até do que a cena de um filme que utiliza recusros sensoriais, como música de fundo e a visão, mas "o amor é para os fortes" me deu um novo despertar intectual e ascendeu em mim a paixão de ler, recomento muito a todo mundo, embora eu não tenha o lido com olhos religiosos e sim como um hobby, mas o que importa é o resultado: adorei...




    ResponderExcluir

Gostou do post?
Curta , comente e compartilhe!
Deixe seu link e eu retribuo!

Beijos e até a próxima!

Irinia Zachello