sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Poesia_No_Blog#12

Bom dia!

Procurando no google algumas poesias que envolvessem livros, achei essa. Muito especial.

A um Livro

No silêncio de cinzas do meu Ser
Agita-se uma sombra de cipreste,
Sombra roubada ao livro que ando a ler,
A esse livro de mágoas que me deste.

Estranho livro aquele que escreveste,
Artista da saudade e do sofrer!
Estranho livro aquele em que puseste
Tudo o que eu sinto, sem poder dizer!

Leio-o, e folheio, assim, toda a minh’alma!
O livro que me deste é meu, e salma
As orações que choro e rio e canto! ...

Poeta igual a mim, ai que me dera
Dizer o que tu dizes! ... Quem soubera
Velar a minha Dor desse teu manto! ...

Florbela Espanca, in "Livro de Mágoas"

E aí gostaram?

2 comentários:

  1. Irinia, poesia é linda...ainda mais levando a assinatura da fabulosa Florbela. Que mulher, hein? Vc conhece a história de vida dela? Muito interessante.
    Beijos
    http://marlicarmenescritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida, conheço não, mas como vc disse, vou pesquisar. rsrsrsr

      Beijos

      Excluir

Gostou do post?
Curta , comente e compartilhe!
Deixe seu link e eu retribuo!

Beijos e até a próxima!

Irinia Zachello