segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Toda Sua - Sylvia Day - Crossfire Livro Um

Bom dia, bom dia, bom dia!

Tudo voltando ao normal em nossa vida é bom.

E eu vou falar do Livro Toda Sua, uma cópia idêntica de 50 tons. Mas como uma escrita mais madura e personagens também um pouco mais maduros.

 Sinopse: Eva Tramell tem 24 anos e acaba de conseguir um emprego em uma das maiores agências de publicidade dos Estados Unidos. Tudo parece correr de acordo com o plano, até que ela conhece o jovem bilionário Gideon Cross, o homem mais sexy que ela - e provavelmente qualquer outra pessoa - já viu. Gideon imediatamente se interessa por Eva, que faz tudo o que pode para resistir à tentação. Mas ele é lindo, forte, rico, bem-sucedido, poderoso e sempre consegue o que quer - Eva acaba se entregando. Uma relação intensa começa. O sexo é considerado por eles como incrível. Capaz de levar os dois a extremos a que jamais tinham chegado. E, então, eles se apaixonam - o que pode ser tanto a chave para um futuro feliz quanto a faísca que trará de volta os traumas do passado.




A vida de Eva em Nova York já começa agitada e cheia de novidades, trabalhando em uma grande agência de publicidade começando seu grande sonho. Junto com seu amigo Cary. Cary é um bissexual mal resolvido, lindo de morrer e ex-viciado em drogas, Eva é uma mulher que teve uma infância de abusos e tem alguns traumas por isso, mas não deixa de ser bem resolvida até.

Um belo dia de caminhada até seu trabalho para conhecer o ambiente Eva esbarra em Gideon, um homem moreno e lindo. Bem vestido e que transpira sexualidade. Deixa Eva muito afim, porém acorda de seus devaneios e segue sua vida.

Reencontra Gideon em uma reunião de seu trabalho e fica desconcertada. E ai tudo começa. Gideon, muito direto questiona Eva e diz: "-Quero te comer." Ela muito ofendida, já conhecendo bem o tipo não cede aos encantos do rico e dono de quase metade de Nova York.

Mas isso não dura muito tempo. Afinal quem quer ser brinquedinho sexual? Pode ser feito sexo consensual com alguém que nunca viu na vida, mas tem todo o cortejo até o abate final. Eva exige isso de Gideon mesmo que não tenham um relacionamento sério.

E ai todo o sexo quente começa a acontecer, os dois não são tão amorosos quanto Anastacia e Christian, me perdoem as comparações, mas é inevitável. Porém os dois são até mais "quentes" que o casal Deusa interior e 50 tons fodido.

Eva é super protegida por sua mãe, que está bem presente no livro, devido seus traumas infantis. Ela é uma bela de uma senhora, que ama o dinheiro e a estabilidade oferecida em seu casamento rico, deixou seu verdadeiro amor por isso. 

Gideon não está acostumado com rapidinhas em carros e nem com alguém por cima dele na hora do sexo. Deve ser por isso que ele começou a ver Eva de outra forma. Ela assumindo um certo controle, já que ele é outro 50 tons quase ão sabe o que é amor de verdade, ou não sabe.

Nesse livro aparece uma "amiga" de Gideon, que muito mal amada diz a Eva que ele não terá mais interesse por ela assim que consumar o fato. E aparece também uma ex-noiva, que abala as estruturas da ciumenta Eva. 

Ao contrário de Christian ele não dá um milhão de presentes para a Eva. E também não compra a empresa em que ela trabalha. Isso é bom, a única parte de ostentação é quando se fala na mãe da moça. Eva também não tem uma deusa interior, e não tem muitas primeira vezes com o casal, isso dá uma aliviada.

O Gideon também é um sofredor de abusos infantis, acorda na madrugada com terríveis pesadelos, em que ele se masturba e diz que não quer mais. Ou ele acorda abusando de Eva e ela por sua vez desesperada lembra do que aconteceu com ela. Mas isso é mais no segundo livro.

Achei que nesse primeiro livro foi mais carnal do que amor. Foi mais sexo, e mais situações íntimas, com escrita mais madura e que mexeu mais com a minha imaginação. É um livro para entretenimento, sem moral da história, sem um porquê, não que o outro tivesse. A única coisa que me fez ler  até o final dos dois livros é para saber que tipo de abusos eles sofreram, sexuais da pra entender que é, porém fiquei curiosa sobre os acontecimentos.

E eles sofrem muito, toda hora brigam, toda hora a Eva vai embora, teve a fase pós Gideon o que me deixou de boca aberta e pensando se estava lendo Cinquenta Tons, teve sexo nas alturas, teve sexo na casa dos pais, enfim, uma mesmice sem tamanho, ainda prefiro cinquenta tons, porque Christian não deixa a Ana ir embora, só uma vez ele deixou, e Gideon deixa ela ir embora e também foge dela. Então eles sofrem muito, aaaah e outra coisa que eu não gostei é que eles não conversam é só sexo sempre para resolver tudo, e no 50 Tons também era, mas não era na cara dura assim, até porque a Ana era até chata, sempre questionava o namorado e quando conseguia alguma coisa cedia ao desejos sexuais do mesmo. Aqui não eles não conversam, não se resolvem, muitos segredos, é desesperador essa sensação de que está sendo escondido algo e não saber o que é.

A Eva se sente muito mais usada do que a Ana se sentiu, chegava a ser medíocre o modo como ela se submetia. Porque ele não era um dominador da situação. Até ele gostar dela parecia que Eva estava sendo usada sem escrúpulo. 

Terminam com uma trégua, até o começo de Profundamente sua que é o dia seguinte. 

Espero que gostem.

8 comentários:

  1. '-' cara nao ´uma cópia, mas é inspirado em 50 tons sim pq a autora mesmo agradeceu a el james no livro toda sua.
    bom, eu acho irritante o fato da eva fugir toda hora do gideon quando ela se sente acuada xp
    as coisas sao explicadas mesmo no segundo livro.
    mas enfim 50 tons eu sinto muito é uma droga ashushasahu e eu ainda tenho essa trilogia toda. to criando coragem pra ler, quando que o profundamente sua li em dois dias e demorei 4 meses enrolando pra ler 50 tons de cinza (literalmente) pq lia uma pagina ali, outra aqui

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem, uma inspiração idêntica, então. Gostei de Toda Sua também. Mas faltou algo... E é tudo muito igual, naõ consigo ver diferença. Beijinhos.

      Excluir
  2. Oi :)

    Eu não tenho muita curiosidade com esse livro e nem vontade de lê-lo acho que não faz o meu estilo é ainda mais que só tenho 14 , acho que tenho muitas leituras boas me esperando ! Beijos .

    euvivolendo.blogspot.com ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É 14 anos, é melhor esperar... Com certeza terá livro melhores para vc ler até os 16 no mínimo...
      rsrsr beijos

      Excluir
  3. ainda prefiro 50 tons de cinza!
    sei lá, mas não gosto mt das críticas.. é uma história bem feita.. tudo bem que tem mt coisa inusitada, e fora do normal, mas é pra isso os livros, pra nos fazer imaginar!

    beijos
    http://semprequisterumassim.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom eu tb prefiro 50 tons... A última parte é só de críticas mesmo :-). Mas vou falar uma coisa... Eu não discordo da minha opinião de que Gideon e Eva tacha o amor e resolvem tudo com sexo... Se eu encaixar o modo como eles "se amam" na minha vida... Não terei futuro... Há um equívoco no significado da palavra amor tanto em uma série quanto na outra...
      É uma coisa desnecessária. Concordo com você e se vc ler minha resenha de 50 tons eu digo isso mesmo, o livro é feito para isso mesmo, para mexer com nossa imaginação. Enfim, os dois livros são uma mistura de sexo e desespero. Amor e luxúria... Mas pode ser lido de mente aberta. Beijos

      Excluir
  4. Oi, tem tag pra você no meu site! http://www.paraisodaleitura.com/2013/01/tag.html

    ResponderExcluir
  5. Hmm, não li ainda. Mas acho que você sabe que não terminei 50 tons né? Acho que um dia tentarei ler Toda Sua para ver se a leitura "vai". Mesmo assim gostei muito da resenha, Irinia. Muito bem escrita ^^
    Beijos

    ResponderExcluir

Gostou do post?
Curta , comente e compartilhe!
Deixe seu link e eu retribuo!

Beijos e até a próxima!

Irinia Zachello